Hein?

Eu sabia que havia esse espaço para escrever sobre mim mesma mas confesso que nem dei muita importância. Até que Flavinha frisou que não havia NADA no meu ABOUT. Poxa, nada sobre mim escrito por mim mesma é como se eu não existisse nesse mundão virtual.

A questão é que escrever sobre alguém que você presume conhecer muito bem (afinal, convivem desde o nascimento) parece fácil mas não é. Eu me sinto uma verdadeira metamorfose ambulante e essa inconstância não permite uma análise verdadeira isenta.

Eu sei que sou alegre mas nem tanto…
Eu sei que so triste mas nem sei porquê…
Eu sei que sou ativa mas quando quero…
Eu sei que sou lerdinha mas só quando minha rede me convida…
Eu sei que amo mas não sei bem a quem…
Eu sei que sou amada mas não sei por quem…

 

Uma miscelânea dessas e você acha que é fácil viver. Tá de brincadeira, né?
Eu faço de tudo para viver dias diferentementes especiais só que encontrar arte, força, ânimo, vigor, disposição e criatividade para viver algo marcante exige…exige o que mesmo? Ah, exige algo que ainda não descobri bem o que é mas que tá faltando, eu sei.

O que eu gostaria que vocês reconhecessem cada vez que chegassem ao “Ocaso” é uma menina, uma mulher que só quer descobrir o que o amor é capaz de transformar, como as amizades podem contribuir na arte de lidar com a vida, como o trabalho cansa mas é gratificante e recompensador. Uma mulher que quer descobrir a música da sua vida, o paladar que mais lhe agrada, a cor que ilumina sua aura, o silêncio que abrange todo o ser.

A única coisa que entendi dessa “vida, louca vida” é que a sucessão de fatos que a compõem é determinante naquilo que nos transformamos, desejamos ser cada vez que abrimos os olhos.

É assim que vivo, é assim que quero viver. Descobrindo-me renovada a cada dia!

Por mim, por você!

 

 

 

 

 

 

Anúncios

3 Respostas so far »

  1. 1

    KLF said,

    Fere de leve a frase… E esquece… Nada
    Convém que se repita…
    Só em linguagem amorosa agrada
    A mesma coisa cem mil vezes dita.

    Mario Quintana

    Paula
    Eu te amo!

  2. 2

    KLF said,

    “vontade de ficar sozinho
    só para saber
    se você ia
    ou vinha
    quando deixou
    esse bagaço
    no meu peito
    pedaço estreito
    defeito na mercadoria
    do jeito que você queria”

  3. 3

    dZ said,

    “alguém que você presume conhecer muito bem”… como a palma da sua mão.

    Ja tentou desenhar as linhas da sua mão sem ve-las, só de lembrança e conhecimento?

    Divertido 😛


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: